Shopping Cart
Your Cart is Empty
Quantity:
Subtotal
Taxes
Shipping
Total
There was an error with PayPalClick here to try again
CelebrateThank you for your business!You should be receiving an order confirmation from Paypal shortly.Exit Shopping Cart

PÁSCOA E ALVORADA: RENOVAÇÕES

Na Umbanda, a renovação é base da evolução. Ou seja, para nós, é a partir da renovação das formas de sentir, de pensar e de agir que evoluímos.


Como uma religião cristã, ou seja, “que recebeu influência do cristianismo ou de seus princípios”, a Umbanda vê no Cristo um exemplo a ser seguido; exemplo que nos reafirma que a morte é apenas uma passagem nos muitos ciclos divinos de renovação: como o da semente que brota, cresce, dá frutos e assim volta ao início; ou o das águas que nascem das minas, correm por rios e mares e voltam aos céus e de lá para a terra para a seguir seu ciclo; ou o do corpo que, aos poucos, perde a vida, decai e volta à terra servindo de força para a vida que dali torna a nascer.


A natureza nos dá exemplo diariamente: o nascer do Sol que ocorre incessantemente; a alvorada de seu Ogum. O brilho do Sol traz as possibilidades de luta. Luta pelo que se precisa, luta pela evolução. É na alvorada que as batalhas se principiam. A marcha começa e desafios se mostram, por vezes, assustadores. Mas apesar da apreensão que antecede os combates, a fé nos anima e motiva a continuar. A força de Ogum faz nosso coração vibrar como o tambor que marca o ritmo do nosso avanço. E avançamos para novas oportunidades, novas conquistas e novas vitórias!


A alvorada de Ogum tem a mesma simbologia da ressurreição do Cristo na Páscoa: renovação, renascimento. A oportunidade nova, um novo começo. Neste ano essas duas forças estão juntas em abril: a Páscoa e Ogum, reforçando a necessidade de nos renovarmos para, só assim, evoluirmos.

Aproveitemos essa egrégora extremamente positiva, impregnada de energias de renovação, renascimento e libertação, para pedirmos a nosso Pai Oxalá e a seu Ogum a força necessária para manter nossa fé, aumentar nossa esperança num futuro melhor e, humildemente, vencer nossas imperfeições a cada alvorada, a cada renascer!


Saravá Oxalá!


Saravá Ogum!

0